Skala Brasil, compostas por shampoo, condicionador e cremes 2 em 1, ganha nova fórmula com ingredientes nacionais ainda mais presentes

Com a tagline “O Brasil é a nossa fórmula secreta”, Skala Cosméticos, marca brasileira, 100% vegana e cruelty free, aposta em inovação, com um designer inspirador e alegre e fórmula inovadora para renovar sua linha Skala Brasil. A marca leva ao seu público produtos que entregam qualidade e promovem o contato com a natureza de um jeito especial. Isso acontecerá através de bioativos muito presentes no solo brasileiro, como: Maracujá, Óleo de Patatuá, Caju, Murumuru, Manga, Castanha do Pará, Café Verde, Ucuuba, Banana, Bacuri, Açaí, Melaço de Cana e Manteiga de Tucumã.

O relançamento reforça o cuidado em oferecer produtos com ingredientes tipicamente brasileiros de qualidade, sempre mantendo seu DNA de promover a democratização ao acesso de itens essenciais de higiene pessoal, com preços acessíveis e justos.


“Nosso país é feito de ritmos, cores e cenários encantadores. Todo mundo se orgulha das belezas naturais e culturais do Brasil, mas apenas uma pequena parcela da população tem acesso a esses insumos. Skala acredita que o melhor do Brasil deve ser compartilhado entre todos os brasileiros e, por isso, inova não apenas no conceito e posicionamento, mas, principalmente, em como fazemos os nossos produtos”, celebra Bruna Veneziano, gerente de marketing da Skala Cosméticos.

Skala Brasil é composta por seis sublinhas que exaltam as regiões do Brasil com ingredientes típicos. São elas: Nutrição Tropical, Cerrado Mineiro, Encantos do Rio, Reconstrução do Cerrado, Nutrição Amazônica e Riquezas do Brasil, queapresentam um visual ainda mais alegre, repleto de cores, com destaque a símbolos e pontos turísticos que remetem a cada região do país. Os novos layouts foram criados estrategicamente para trazer um storytelling que reforça a essência brasileira da marca, além de representarem de maneira clara os ativos presentes. Tudo isso traduzido em uma formulação e comunicação que transbordam brasilidade. Em resumo, as fórmulas contam com a leveza dos cariocas, a riqueza amazônica, os encantos nordestinos etudo de melhor que podemos colher em solo nacional.

“Com a repaginação da linha Skala Brasil, temos orgulho de ilustrar o que o Brasil tem de melhor. Todos os itens foram pensados para propiciarem os cuidados completos com o cabelo, reforçando a paixão que nós temos pelo Brasil”, destaca Bruna Veneziano.

Todos os produtos da linha estão livres de corantes e, além disso, os shampoos agora são perolados, permitindo que a combinação entre limpeza e hidratação seja ainda mais eficiente.

POR DENTRO DAS FÓRMULAS

Linha Nutrição Tropical (Banana e Bacuri)
 

A linha Nutrição Tropical é indicada para cabelos com frizz e desnutridos. O Bacuri é um fruto de uma árvore frutífera da Amazônia Oriental, possui um forte poder hidratante, sendo capaz de promover uma recarga energética, nutrindo e garantido o bem-estar dos fios. A banana é um composto vitamínico essencial para manter os fios mais fortes e saudáveis. A linha se enquadra na etapa de Nutrição do cronograma capilar, nutre a fibra capilar e é ideal para fios secos com pontas ressecadas. Todos os produtos são 100% veganos, livres de corantes e, com exceção do shampoo, liberados, isto é, sem sulfato, petrolato, parabenos, silicones e óleos minerais.

Linha Cerrado Mineiro (Café Verde e Ucuuba)

A linha Cerrado Mineiro proporciona vitalidade e brilho aos fios opacos e fracos. A manteiga de ucuuba, extraída das sementes do fruto da árvore de ucuuba, atua como forte emoliente proporcionando hidratação extrema. O café verde estimula o crescimento capilar de uma maneira saudável, dando força e brilho aos fios opacos. A linha se enquadra na etapa de Nutrição do cronograma capilar, nutre a fibra capilar e é ideal para fios secos com pontas ressecadas. Todos os produtos são 100% veganos, livres de corantes e liberados, isto é, sem sulfato, petrolato, parabenos, silicones e óleos minerais.

Linha Reconstrução do Cerrado Nordestino (Caju e Murumuru)

A linha Reconstrução do Cerrado Nordestino acelera a reconstrução, dando alto poder de penetração na fibra capilar diminuindo a porosidade dos fios. O murumuru é 100% brasileiro, extraído do óleo das sementes de uma palmeira espinhosa de até 10 metros de altura. Fruto verde, amarelado ou avermelhado quando maduro. Uma manteiga de altíssima qualidade. A linha se enquadra nas etapas de Nutrição — pois nutre a fibra capilar e é ideal para fios secos com pontas ressecadas — e Reconstrução do cronograma capilar — para fios fragilizados, danificados e quebradiços devido à química. Todos os produtos são 100% veganos, livres de corantes e, com exceção do shampoo, liberados, isto é, sem sulfato, petrolato, parabenos, silicones e óleos minerais.

Linha Encantos do Rio (Manga e Castanha-do-Pará)

A linha Encantos do Rio devolve a umidade aos fios, hidratando e diminuindo o frizz. A Castanha-do-Pará é uma árvore majestosa típica da Floresta Amazônica que atinge a altura de 48 metros, sua colheita ocorre nas estações de Outono e Primavera. A linha se enquadra na etapa de Hidratação do cronograma capilar para fios ressecados, opacos e com frizz. Todos os produtos são 100% veganos, livres de corantes e, com exceção do shampoo, liberados, isto é, sem sulfato, petrolato, parabenos, silicones e óleos minerais.

Linha Nutrição Amazônica (Maracujá e Óleo de Patauá)

A linha Nutrição Amazônica acelera o crescimento dos fios dando força e resistência. O Óleo de Patauá, conhecido como o Azeite Amazônico, é um fruto que contribui para o crescimento acelerado dos fios. A linha se enquadra nas etapas de Nutrição — para fios ressecados e com pontas secas — e Reconstrução do cronograma capilar — para fios danificados, emborrachados e quebradiços. Todos os produtos são 100% veganos, livres de corantes e, com exceção do shampoo, liberados, isto é, sem sulfato, petrolato, parabenos, silicones e óleos minerais.

Riquezas do Brasil — Coquetel Brasil (Açaí, Melaço de Cana e Manteiga de Tucumã)


O Coquetel Brasil proporciona nutrição e brilho para cabelos ressecados e sem vida. A Manteiga de Tucumã, nativa da região Amazônica extraída da amêndoa do fruto, promove um toque leve e uma espalhabilidade perfeita. Ele se enquadra na etapa de Nutrição, para fios ressecados com pontas secas. Além disso, é 100% vegano, livre de corantes e liberado, isto é, sem sulfato, petrolato, parabenos, silicones e óleos minerais.

SERVIÇO

Kit Shampoo e Condicionador R$14,12

Creme de Tratamento R$9,52
Loja online


Sobre a Skala Cosméticos l @skalacosmeticos

Há mais de 30 anos no mercado, a Skala Cosméticos oferece um portfólio completo de produtos 100% veganos que aliam tecnologia e performance a preços acessíveis. Com tratamentos que vão desde cuidados com os cabelos até banho e pós-banho, a marca se preocupa em transformar os momentos do dia a dia em experiências de autocuidado e bem-estar.


Muitas vezes nos pegamos em cobranças com nosso corpo por algum motivo, insatisfeitos ou satisfeitos com alguma coisa, que muitas vezes não sabemos o que é. Daí começamos a dar nomes aos bois, “minha barriga está muito grande”, “olha minha perna”, “olha esse culote”, e por aí vai.


E te pergunto, isso acontece com você? Agora vou te fazer outra pergunta: Seu parceiro ou sua parceira é perfeito (a)? Seu filho (a) é perfeito?


Com certeza a resposta é não, mas mesmo assim você não é feliz com eles? Sabe porque isso acontece? Porque você, sua mente e seu corpo estão satisfeitos com aquela companhia, vocês estão vivendo em um relacionamento saudável, e isso se torna prazeroso, mesmo com algumas imperfeições do outro.


Eu tenho certeza que quando você está com a pessoa amada, você não fica o tempo todo olhando para ela e criticando, então porque faz isso com você?


Corpo saudável, não tem a ver com corpo perfeito, e nós precisamos identificar alguns fatores em relação a isso. Vamos lá!?


1. Vamos relembrar que é corpo, mente e espírito

Precisamos cuidar do nosso corpo, ele que nos sustenta e é templo para nós. Mas além do corpo não podemos esquecer que a nossa saúde mental é tão importante quanto os cuidados que precisamos ter com o nosso corpo. Precisamos cuidar, alimenta-la e mantê-la saudável com atitudes e atividades que a desenvolva. E por fim, precisamos ter nossa relação com nosso espírito. Estarmos em paz consigo mesmos é essencial.

Por isso, é preciso cuidar desses três pilares!


2. Seu corpo está bem?

Como estão seus exames? Não tem a ver com seu peso, mas com sua saúde, está tudo ok?! Porque se alguma coisa estiver fora do controle vai ter que mudar, nós precisamos assumir o autocontrole no nosso corpo, não tem a ver com querer, mas com a sua saúde.


3. Como está sua disposição?

Você tem acordado animado, ou anda se sentindo cansado demais, com muito sono, com a sensação de ter feito muito mais coisas, do que de fato foi feito? Porque se você está se sentindo assim, é sinal que sua produtividade está a baixo do normal, então é preciso começar a olhar com carinho para sua rotina, e iniciar uma mudança de hábito, para seu corpo voltar a ser mais produtivo.


Percebe que não tem a ver só com seu peso, mas com o impacto que isso tem causado no seu dia a dia?


4. Como está seu humor?

Uma das coisas muito comuns de acontecer quando nosso corpo não está bem, é termos uma mudança de humor, em nosso comportamento, a irritação e a falta de paciência passam a fazer parte da nossa rotina, a sensação de que não vamos dar conta, e a proporção de tudo se torna muito grande, e daí é onde começamos a perder o controle da situação.


5. Como está a sua alimentação?

Você tem parado para escolher o que vai comer, ou tem vivido o dia do lixo?


Você já parou para imaginar a seriedade dessa fala? “Dia do lixo”, é assim que você se vê, como uma lata de lixo?


Que tudo que não presta é jogado aí dentro de você. Entendeu como a relação com o seu corpo, vai muito além de uns quilinhos a mais?


Entendeu como é sério e tem a ver com posicionamento, com amor, com cuidado?


Precisamos honrar o que temos por completo, por isso que o tripé corpo, mente e espírito, precisa estar alinhado, se não estiver, o descontrole emocional vai passar a tomar conta de você.


Gostou das dicas? Lembre-se que é essencial fazer acompanhamento médico.


Sobre a Reduci

A Reduci é um programa de emagrecimento que tem objetivo de cuidar do seu corpo, mente e espírito.

A campanha Cultivators of Change apresenta os propósitos e missões únicos para a marca: regenerar a biodiversidade, reduzir o desperdício, proteger os clientes, suporte aos produtores e alavancar fundos para ajudar projetos e acessibilidade a todos

São Paulo, maio de 2021 — Tudo começa com uma semente, e a L’Occitane en Provence, marcareferência na criação de cosméticos de alta qualidade que valorizam ingredientes de origem natural, quer incentivar, ainda mais, a conexão com a natureza e seus produtos. Seu novo posicionamento de marca, Cultivators of Change, tem como objetivo modificar diversas áreas de atuação, reciclando e reduzindo cada vez mais seu impacto ambiental enquanto companhia baseada no alicerce da sustentabilidade, se preocupando com a produção e o consumo conscientes, e levando o melhor de Provence para os consumidores.

Para alcançar cada objetivo, o rebranding passa por todas as vertentes da marca e traça um caminho percorrendo produtos, relações públicas, serviço para o consumidor, social, lojas e web. Dividido em quatro capítulos — “Nós crescemos”: com foco nos best-sellers; “Nós Revelamos o poder da natureza”: com recorte para toda a tecnologia natural de nossos produtos de skincare e haircare; “Nós criamos”: aludindo aos nossos produtos super presenteáveis que criam conexões únicas; e “Nós agimos localmente”: trazendo o conceito de que, apesar de ser uma marca presente em mais de 90 países, temos um olhar especial para a produção local, parcerias sustentáveis e ações que façam sentido localmente – a campanha apresenta aos clientes uma nova experiência de marca em loja, com a oportunidade de conhecer mais sobre os propósitos da L’Occitane en Provence e os cuidados com a natureza.

Garantindo o contato com o público, a nova identidade da marca visa, também, motivar todos que fazem parte do grupo L’Occitane, seja funcionário ou parceiro. A história dos produtos será contada por cada ingrediente utilizado e sua relação com a origem (plantação). Expor todos os processos utilizados, os responsáveis, a relação com a mãe natureza e as plantações, fazem parte do próximo passo de reposicionamento de marca da L’Occitane en Provence.

Cada momento da campanha importa e revela grandes intenções da marca como: regenerar a biodiversidade, reduzir o desperdício, proteger os clientes, dar maior suporte aos produtores e principalmente alavancar fundos para ajudar projetos e acessibilidade a todos. A importância de realçar as metas reforça o nome Cultivadores da Mudança e apresenta a verdadeira identidade do grupo: nutrir e incluir a todos na busca pelo propósito de mudar o mundo com a Provence.

Sobre a L’Occitane en Provence

Fundada em 1976, L’Occitane en Provence é mais do que uma marca, é uma história de compromissos. Pioneira no uso de óleos essenciais, ingredientes de origem natural e de manteiga de karité, a L’Occitane en Provence é dedicada a celebrar a natureza da Provence, charmosa região do sul da França. Construída com fortes princípios e histórias verdadeiras, a marca cresceu, mas sua filosofia permaneceu a mesma. Natureza importa. Pessoas importam. Dentre os compromissosda marca, estão o Respeito à Biodiversidade, Apoio aos Produtores, Redução do Desperdício, Empoderamento Feminino, Cuidado com a Visão – sendo a Fundação L’OCCITANE uma das parceiras da UNICEF – e Celebração do Artesão. Presente em mais de 90 países com cerca de 2 mil lojas ao redor do mundo, a marca está no mercado brasileiro desde 1995 e conta atualmente com mais de 100 lojas físicas espalhadas pelo país. O Brasil também foi o primeiro lugar do mundo a receber um Spa L’Occitane, hoje com cinco unidades que promovem tratamentos cosméticos de bem-estar, transmitindo toda a essência e naturalidade da Provence.

  • São 53 páginas que orientam gestores estaduais e municipais a aplicar um orçamento sensível a gênero e raça
  • De acordo com dados do IBGE, 21,4 horas são gastas por mulheres com as tarefas de casa semanalmente, enquanto os homens dedicam apenas 11 horas do seu tempo para esse fim
  • E os negros representam 75,2% do grupo formado pelos 10% mais pobres do país

Com o objetivo de instrumentalizar e sensibilizar gestores públicos estaduais e municipais sobre as desigualdades de gênero e raça, para que reconheçam a importância de implementar, alocar recursos e realizar gastos no planejamento orçamentário para o desenvolvimento sustentável de mulheres, quilombolas, indígenas e pessoas negras, a Fundação Tide Setubal, em parceria com a Tenda das Candidatas, lançou o guia “Orçamento Sensível a Gênero e Raça. A publicação está disponível aqui.

De acordo com o coordenador do Programa de Planejamento e Orçamento Público da Fundação Tide Setubal, Pedro Marin, as políticas fiscais geram impactos diferentes na população a partir da perspectiva de gênero e raça: “O Sistema Único de Saúde (SUS), por exemplo, atende a todos, mas precisa levar em conta demandas específicas das mulheres, como a assistência às gestantes e a garantia dos direitos sexuais e reprodutivos. Também deve ser planejado de forma a dar conta de problemas que afetam principalmente a população negra, como as taxas de mortalidade precoce, a maior dificuldade no acesso aos serviços de saúde e a maior prevalência de doenças infecciosas.”

A publicação também relata experiências de países como Austrália e África do Sul, pioneiras na implementação de orçamento sensível à raça e gênero. Segundo Pedro Marin, há algumas experiências isoladas na América Latina, mas, no Brasil, o governo federal nunca assumiu essa metodologia de fato. “Por conta desse cenário, há pouco conteúdo em português sobre o tema, menos ainda voltado a estados e municípios”, justifica.

Hannah Maruci, professora de Ciência Política da UFRJ e codiretora de A Tenda das Candidatas, avalia que entender o orçamento como um instrumento exclusivamente técnico é uma forma de aprofundar as desigualdades estruturais da nossa sociedade – de gênero e raça: “Esse manual faz o esforço contrário, o de trazer o orçamento público para o campo da política, explicitando que as destinações orçamentárias são, antes de tudo, ESCOLHAS. Acreditamos que só assim podemos incidir sobre as políticas públicas e garantir que elas cheguem nas populações mais vulneráveis”.

O guia aponta soluções para a promoção de um ambiente mais propício ao desenvolvimento do orçamento sensível a Gênero e Raça, tais como:

  • Avaliação das políticas públicas a partir da perspectiva de raça e gênero;
  • Avaliação desagregada de beneficiárias e beneficiários por raça, gênero e idade;
  • Análise desagregada da incidência do gasto público;
  • Análise desagregada do impacto do orçamento no uso do tempo;
  • Marco de política econômica de médio prazo com perspectiva de gênero

(ponte entre política e orçamento);

  • Relatório orçamentário setorial com perspectiva de gênero + Gasto Etiquetado.

“Raça e gênero são dois marcadores que, em nossa sociedade, expressam muitas das nossas desigualdades estruturais e persistentes. Atuar para desconstruir ideias e comportamentos racistas nos diferentes espaços e ambientes da nossa sociedade se faz mais do que necessário, é urgente! Significa criar um pacto coletivo de reparação histórica, por meio de ações concretas articulando os diferentes atores sociais: sociedade civil, empresas, instituições, academia e estado. Neste sentido, o Guia pode ser uma excelente ferramenta de apoio à atuação do poder público nas cidades e estados brasileiros”, analisa Viviane Soranso, coordenadora do programa de Raça e Gênero da Fundação Tide Setubal.

Sobre a Fundação Tide Setubal: organização não governamental, de origem familiar, criada em 2006, que fomenta iniciativas promotoras da justiça social e do desenvolvimento sustentável de periferias urbanas e que contribuam para enfrentar desigualdades socioespaciais das grandes cidades, em articulação com sociedade civil, instituições de pesquisa, Estado e mercado.

Todos os escolhidos irão participar presencialmente do Festival Feira Preta e, dentre eles, quatro terão a oportunidade de compor coleção com a C&A
 

O Instituto C&A – pilar social da C&A Brasil – e a PretaHub – hub de criatividade, inventividade e tendências pretas responsável pela Feira Preta -, se unem para lançar a 2ª edição do Afrolab Moda by Instituto C&A — programa voltado para apoiar e impulsionar as potências empreendedoras negras e indígenas da moda. Lançado em 3 de maio, esta edição do programa irá selecionar 12 marcas de joias, semijoias e bijuterias de todo o Brasil. As inscrições podem ser realizadas pelo site até 12 de maio.
 

Os 12 negócios selecionados passarão por um intenso processo de desenvolvimento, capacitação e aprendizagem. Além disso, todos os participantes serão convidados a expor suas marcas e produtos no Festival Feira Preta, que será presencial, em São Paulo. Ao final do programa, quatro deles serão escolhidos para desenvolver uma coleção inédita da C&A, por meio da comercialização no marketplace da varejista de moda, o Galeria C&A.
 

Esta é a segunda edição Afrolab Moda by Instituto C&A, agora com o objetivo destacar empreendedores do segmento de bijuterias, jóias e semijórias. “A continuidade do Afrolab, este ano, mostra que ainda há diversos segmentos dentro da própria moda que podem ser explorados e sabemos que a inclusão produtiva de empreendedores negros, indígenas é mais desafiadora. Por isso, o objetivo não é oferecer apenas conteúdos teóricos de formação, mas também criar oportunidades para venda e acesso a um mercado de moda mais amplo”, comenta Gustavo Narciso, Diretor Executivo do Instituto C&A.
 

Edital

Podem se inscrever empreendedores que se autodeclarem negros e indígenas, com CNPJ ativo que atuem nos segmentos de joias, semi joias e bijuterias, residentes de todo o território brasileiro, que trabalhem com produtos autorais e que sejam maiores de 18 anos. Não há necessidade de já ter trabalhado com o Instituto C&A ou participado de outros editais. Além disso, pessoas com vínculos empregatícios com a C&A, com o Instituto ou com a Feira Preta, serão desclassificadas.
 

Após o lançamento do edital e a seleção das 12 marcas, a chamada Trilha Feira Preta¸ será composta por uma série de encontros de preparação para participação no Festival da Feira Preta, maior evento de fomento ao empreendedorismo negro da América Latina, com todos os custos de vinda para São Paulo, hospedagem e alimentação, cobertos pelo Instituto C&A.
 

Ao final da imersão, os 12 empreendedores serão convidados a participar de um desafio e, dentre os participantes, quatro serão selecionados compor coleção inédita com a C&A.
 

“Este Afrolab é uma oportunidade não só de darmos continuidade no fortalecimento de empreendedores pretxs, periféricxs e indígenas que atuam no ecossistema da Moda, como também uma oportunidade de honrarmos nossos ancestrais. Com os conhecimentos trazidos do continente africano, a ourivesaria foi o ofício que concentrou o maior número de pessoas negras. As joias crioulas que, por exemplo, foram produzidas naquela época e ornamentavam os pulsos, colos e orelhas das negras das irmandades baianas e mineiras, hoje inspiram muitas joias atuais.” explica Adriana Barbosa, CEO PretaHub.
 

Acesso ao edital completo e inscrições estão neste link.
 

Sobre o Instituto C&A

O Instituto C&A – pilar social da C&A Brasil – atua no fortalecimento de comunidades por meio da moda no voluntariado corporativo e no fomento ao empreendedorismo de grupos em maior vulnerabilidade social. A instituição também realiza ajudas humanitárias em situações de calamidade pública e crises emergenciais. Com 30 anos de história o instituto tem como principal objetivo atuar com o impacto positivo na sociedade por meio de projetos e ações voltados para comunidades periféricas, LGBTQIA+, mulheres negras, refugiados e migrantes. Saiba mais no site.
 

Sobre o PretaHub

A PretaHub é um Hub de criatividade, inventividade e tendências pretas. É o resultado de vinte e um anos de atividades do Instituto Feira Preta no trabalho de mapeamento, capacitação técnica e criativa, aceleradora e incubadora do empreendedorismo negro no Brasil. O Hub pensa a relação com a cultura, a economia e o empreendedorismo pretos, a partir de um olhar honesto e propositivo, entendendo seus papéis fundamentais na mudança estrutural de uma sociedade — e um mercado — que precisa absorver esta população não apenas em seus processos de consumo, mas no respeito à sua existência enquanto potência criativa e empreendedora. Saiba mais no site.

 Apesar de naturais, nem todos os medicamentos à base de plantas são liberados para uso indiscriminado. O alerta é do farmacêutico naturopata Jamar Tejada, da capital paulista. O especialista conta que as ervas e os produtos à base de plantas não são isentos de risco e é preciso estar atento a alergias, contaminações, toxicidade e — principalmente – interações e misturas com todo tipo de medicamentos. 

Apesar de serem regulamentados pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), os medicamentos fitoterápicos são produtos que contem, exclusivamente, derivados vegetais, extratos ou a própria planta medicinal seca e pulverizada, o que não os faz completamente inofensivos. “Como o próprio nome diz, são medicamentos e portanto, precisam ser devidamente prescritos para um determinado tratamento”, afirma.

 Entre os principais problemas deste consumo sem orientação está que a interação com medicamentos convencionais e/ou alimentos podem causar intoxicação – seja pelo uso inadequado de doses, ou por tempo acima do recomendado. A mistura ainda pode causar toxicidade renal e hepática e imunossupressão (redução das defesas naturais do corpo).

 Misturar um simples usado para impedir a formação de coágulos, com um medicamento fitoterápico para a memória, a base da planta ginkgo biloba, por exemplo, pode levar à morte. Combinar as duas substâncias pode causar hemorragias em várias artes do organismo, como na órbita ocular, ou manchas roxas pelo corpo. No cérebro, as consequências podem ser fatais…

Os fitoterápicos podem alterar de modo expressivo a coagulação sanguínea, podendo levar a hemorragias. O simples uso de AAS (ácido acetilsalicílico), por exemplo, tão popularmente usado para tratar dores, febre e inflamações ou mesmo para impedir a formação de coágulos se associado ao uso de alguns fitoterápicos como alho, gengibre, salsinha, ginseng, ginkgo biloba e/ou guaco podem alterar de modo expressivo a coagulação sanguínea, podendo levar a hemorragias. Por isso é bom evitar a associação dessas plantas a anticoagulantes sintéticos.

 Há fitoterápicos que baixam a glicemia, muito usadas por diabéticos como, por exemplo, a pata-de–vaca, jambolão e melão de são caetano, o problema é que elas também podem baixar demais a concentração de glicose no sangue, se usadas em altas doses ou junto com medicamentos antidiabéticos sintéticos. Chia, guar e aveia são usadas para evitar a absorção de açúcar e gordura pelo organismo, prevenindo problemas a diabéticos ou evitando aterosclerose. Porém, essas plantas também atrapalham a absorção de ingredientes úteis à saúde como vitaminas ou medicamentos, se tomados juntos. “Isso acontece porque algumas ervas e fitoterápicos não combinam com determinados medicamentos e podem mascarar sintomas ou mesmo intensifica-los”, alerta Jamar que acrescenta sobre o alerta sobre o horário e a forma de ingerir os medicamentos fitoterápicos já que também influenciam no resultado. 


Para finalizar, o especialista explica que um medicamento pode anular os efeitos de outros, por isso é tão essencial buscar orientação até mesmo para o uso diário e contínuo de um ‘simples’ chá. 

Sobre Jamar Tejada –  Farmacêutico graduado pela Faculdade de Farmácia e Bioquímica pela Universidade Luterana do Brasil, RS (ULBRA), Pós-Graduação em Gestão em Comunicação Estratégica Organizacional e Relações Públicas pela USP (Universidade de São Paulo), Pós-Graduação em Medicina Esportiva pela (FAPES), Pós-Graduação em Comunicação com o Mercado pela ESPM, Pós-Graduação em Formação para Dirigentes Industriais com Ênfase em Qualidade Total – Engenharia de Produção pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-(UFRGS) e Pós-Graduação em Ciências Homeopáticas pelas Faculdades Associadas de Ciências da Saúde. Proprietário e Farmacêutico Responsável da ANJO DA GUARDA Farmácia de manipulação e homeopatia desde agosto 2008. 

Data comemorativa traz a campanha “Sorte é ter Você”, ilustrada com clientes reais, além de brindes Natura Ekos e sorteios de telefones celulares e vale-compras. Show especial com a banda Rock Beats coroa as celebrações.

Na semana do Dia das Mães, os 21 shoppings da Ancar Ivanhoe, empreendedora do Conjunto Nacional e uma das maiores empresas de shopping centers do país, apresentam a campanha ‘Sorte é ter Você’, que tem como objetivo homenagear todas as pessoas que exercem o papel maternal. Para reforçar ainda mais a mensagem da data, a campanha é totalmente ilustrada com clientes reais dos shoppings do grupo, que compartilharam suas histórias e sentimentos sobre o desafio e a responsabilidade de ser mãe nos dias atuais.

“Ter alguém para chamar de mãe é um privilégio e mais do que nunca esta data merece ser celebrada. Por isso, neste ano, trouxemos ainda mais sensibilidade à comunicação para acolher e ajudar os consumidores em busca da homenagem ideal com uma experiência completa, unindo opções de presentes com experiências”, comenta Caroline Pereira, líder de Marketing da Ancar Ivanhoe.

Conjunto Nacional – A partir do dia 27 de abril, o Shopping Conjunto Nacional vai presentear as mamães com compre-ganhe composto por um kit Natura Ekos Maracujá (1 hidrante de 75g e 1 sabonete massageador). O shopping também vai sortear 10 smartphones Motorola Edge 20 e dois vale-compras no valor de R$10mil, cada.

Para participar, basta cadastrar no aplicativo do shopping as notas das compras acima de R$ 400 realizadas no shopping entre os dias 27 de abril e 09 de maio. Após o cadastramento, o cliente pode se dirigir ao balcão de trocas para a retirada dos mimos. Quem comprar na Natura, Claro ou Motorola tem direito a número da sorte em dobro. A ação é restrita a uma unidade por CPF ou enquanto durarem os estoques.

Os ganhadores dos dois vale-compras receberão, ainda, gratuitamente, uma assessoria da consultora de imagem e shopper, Lilian Lemos. Durante a semana do Dia das Mães, ela percorrerá o shopping com dicas de presentes, que serão postadas nos perfis dela (@lilianlemosmachado) e no do shopping.

“O Dia das Mães é a data mais importante para o varejo no primeiro semestre. O apelo afetivo da data mexe com as emoções dos consumidores, que usam esse dia do ano para retribuir todo o carinho e o amor que já receberam das mães. Esse foi o motivo da escolha da data para a campanha ‘Sorte é ter Você’, que valoriza ainda mais as pessoas que desempenham o papel com tanto desvelo”, destaca Fernanda Lima, coordenadora de Marketing do Conjunto Nacional.

Segundo a pesquisa ABRASCE, na semana do Dia das Mães deste ano, é estimado um crescimento nas vendas de 10%, comparado ao mesmo período de 2019. No comércio local, a Fecomércio-DF estima um crescimento de 26% nas vendas para a data, em comparação com 2021.

Show especial – No dia 06 de maio, sexta-feira, o shopping vai promover uma edição especial e bem dançante do Música em Conjunto, com um Luau com a Banda Rock Beats, a partir das 20h. O show será gratuito, um presente do shopping para o Dia das Mães.

Desde 2020 atuando em Brasília, a Rock Beats é o mais novo fenômeno do pop rock brasileiro, com mais de 12 milhões de visualizações no seu canal do YouTube e figurou por 11 vezes nos Trending Topics do canal. A banda arrasta um grande e fiel público nas lives que vem produzindo desde o início da pandemia. A vocalista Daniela Firme foi finalista do Prêmio Profissionais da Música nas categorias “Autora” e “Intérprete de rock”, e vem obtendo ótima aceitação do público no Brasil inteiro. No repertório, clássicos do rock nacional e internacional 70, 80 e 90, sucessos de ícones da música pop, como Madonna, Maroon 5 e Lenny Kravitz, e destaques House.

Serviço: Dia das Mães no Conjunto Nacional

– Luau com a Banda Rock Beats

Data: 06 de maio, sexta-feira

Hora: 20h          

Local: Jardim Urbano, no 3º piso do shopping

– Promoção Sorte é ter Você

Data: Compras realizadas entre 27 de abril a 09 de maio

Prêmios: compre-ganhe composto por um kit Natura Ekos Maracujá (1 hidrante de 75g e 1 sabonete massageador). Sorteio de 10 smartphones Motorola Edge 20 e dois vale-compras no valor de R$10mil, cada.

Mecânica: Para participar, basta cadastrar no aplicativo do shopping as notas das compras acima de R$ 400 realizadas no shopping no período da promoção. Após o cadastramento, o cliente pode se dirigir ao balcão de trocas para a retirada do prêmio compre-ganhe. A ação é restrita a uma unidade por CPF ou enquanto durarem os estoques. A cada R$ 400 em compras, o cliente também tem direito a um cupom para concorrer aos sorteios. Quem comprar na Natura, Claro ou Motorola tem direito a número da sorte em dobro.

Se não tratada corretamente, as varizes podem evoluir para graves problemas de saúde

Quando o assunto é varizes, muitas são as queixas em relação à parte estética. As veias tortuosas e dilatadas nas pernas podem causar um desconforto visual para quem as possui, porém, mais do que isso, elas são um sinal de alerta de que algo pode não estar bem e que precisa ser tratado.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), estudos comprovam a ocorrência de varizes em 38% da população brasileira, afetando 30% dos homens e 45% das mulheres, considerando todas as faixas etárias. O surgimento delas pode ser por conta de uma série de fatores e hábitos, entre eles a predisposição genética e o sedentarismo.
 

Aquele vasinho aparente, que incomoda esteticamente a pessoa que busca um tratamento para removê-lo, pode ser na realidade apenas a pontinha do iceberg, segundo a Dra. Helen Pessoni, angiologista especializada em cirurgia vascular. “Até 50% das veias que vemos externamente, estão conectadas a uma safena, que é uma veia importante, responsável pelo transporte do sangue venoso de volta para o coração e pulmões. Ou seja, o que olhamos por fora, possivelmente é sinal de um problema de saúde interno. Dessa forma, aquilo que parece algo estético, pequeno e simples de ser tratado, na realidade talvez seja fruto de uma complicação vascular, que precisa de um exame mais aprofundado para entender melhor a decorrência e de que forma seguir com o tratamento”.

A longo prazo, se não tratada corretamente, as varizes podem ocasionar diversos problemas graves de saúde, como inflamação cutânea ou tromboflebite, e evoluir até para algo maior, como uma trombose e até embolia pulmonar, tornando ainda mais complexo o tratamento ou demandando uma cirurgia para solucionar.

“Sintomas diários que podem servir de guia para o paciente perceber que aquela veia talvez seja um problema de saúde mais sério e que irá incapacitá-lo de ter uma rotina normal, são: inchaço, pernas cansadas, pesadas, doloridas e arroxeados frequentes. Por isso, ao perceber um vasinho superficial, o ideal é procurar um especialista vascular para fazer uma avaliação, e assim, tratar precocemente qualquer problema profundo que ele possa ocasionar”, recomenda a Dra. Helen.

Em relação à prevenção, a indicação é a prática de atividade física e de bons hábitos alimentares. “Ter uma vida saudável, com alimentação balanceada e exercícios físicos, irá contribuir para uma melhor circulação e evitar que o paciente entre em quadros que agravam o surgimento de doenças vasculares, como o de obesidade e pressão alta. Conter a evolução do problema começa com o autocuidado diário, uma vez que a predisposição familiar não é o único agravante. Evitar ficar longos períodos em pé ou apenas sentado também é muito importante. Por mais que a rotina profissional de algumas pessoas tenda para isso, é preciso inserir momentos de movimentação que favoreçam a circulação sanguínea e evitem patologias vasculares futuras. No que diz respeito à saúde, é sempre importante se pôr em primeiro lugar”, finaliza a angiologista.

Plataforma de streaming apresenta o videoclipe da música original criada pelo artista brasileiro para marcar o lançamento do filme no catálogo.
 

Clique aqui para ver o videoclipe
 

São Paulo, 20 de abril de 2022 — A HBO Max se aliou ao rapper Baco Exu do Blues para marcar a recente chegada do tão aguardado filme BATMAN à plataforma de streaming. O artista baiano foi convidado a produzir uma música e um videoclipe originais com sua interpretação da Gotham brasileira.
 

Como a Gotham original, cidade fictícia do universo DC criada a partir de referências reais, este blend das nossas próprias metrópoles permite que o espectador brasileiro reconheça na criação elementos de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, entre outras cidades, lembrando que a HBO Max traz BATMAN, sem custo adicional, do cinema para a sua casa. Um acordo global sem precedentes permite que a plataforma de streaming leve ao seu catálogo grandes títulos da Warner Bros. após seu lançamento nos cinemas.
 

A música “Gotham É Aqui” foi publicada por Baco nas plataformas de áudio, e hoje a HBO Max lança o clipe oficial, onde a Gotham brasileira é retratada com o questionamento sobre quem é herói e quem é bandido.

O videoclipe de “Gotham É Aqui” pode ser visto na íntegra no canal da HBO Max no Youtube e na própria plataforma de streaming.
 

Sobre BATMAN

BATMAN é uma produção de Matt Reeves, estrelada por Robert Pattinson no duplo papel do vigilante de Gotham City e seu alter ego, o recluso bilionário Bruce Wayne. Dois anos protegendo as ruas como o Batman (Robert Pattinson), causando medo nos criminosos, levaram Bruce Wayne para as sombras da metrópole. Com apenas alguns aliados confiáveis – Alfred Pennyworth (Andy Serkis), tenente James Gordon (Jeffrey Wright) – entre a rede corrupta de funcionários e figuras de alto escalão da cidade, o vigilante solitário se estabeleceu como a única personificação da vingança entre os cidadãos.

Quando um assassino tem como alvo a elite de Gotham com uma série de planos sádicos, um rastro de pistas enigmáticas encaminha o maior detetive do mundo em uma investigação no submundo, onde ele encontra personagens como Selina Kyle/Mulher-Gato (Zoë Kravitz), Oswald Cobblepot/ Pinguim (Colin Farrell), Carmine Falcone (John Turturro) e Edward Nashton/Charada (Paul Dano).

À medida que as evidências começam a se aproximar da resolução do caso e a proporção dos planos do criminoso se tornam claras, Batman deve forjar novos relacionamentos, desmascarar o culpado e trazer justiça ao abuso de poder e corrupção que há muito atormentam Gotham City.
 

Com direção de Matt Reeves (“O Planeta dos Macacos”) a partir de um roteiro de Reeves & Peter Craig, baseado em personagens da DC. Batman foi criado por Bob Kane com Bill Finger. Dylan Clark e Reeves produziram o filme, com Michael E. Uslan, Walter Hamada, Chantal Nong Vo e Simon Emanuel atuando como produtores executivos. A Warner Bros. Pictures apresenta uma produção da 6th & Idaho/Dylan Clark Productions, um filme de Matt Reeves, BATMAN.

###

Junte-se à conversa e siga @HBOMaxBR nas redes sociais.

Para mais informações visite o portal de imprensa HBO Max LAPress
 

Sobre a HBO Max
HBO Max™ é uma das plataformas de streaming direta para o consumidor da Warner Bros. Discovery, que oferece a melhor qualidade em entretenimento. A HBO Max apresenta a mais ampla variedade de séries, filmes e especiais para audiências de todas as idades de marcas icônicas como HBO, Warner Bros., DC, e também Max Originals e grandes sucessos do cinema, além de conteúdo para crianças e para a família. A plataforma foi lançada nos Estados Unidos em maio de 2020 e introduziu um nível de preço mais baixo, apoiado pela publicidade, em junho de 2021. A HBO Max começou seu lançamento global nos mercados da América Latina e do Caribe em junho, seguido por seus primeiros lançamentos europeus nos países Nórdicos e na Espanha, em outubro. Foi anunciado que a HBO Max continuará sua expansão européia para um alcance global de 61 países em 2022.

Evento reconhece os principais nomes e ações em prol da igualdade racial no Brasil 

Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), anunciou os finalistas ao Prêmio “Sim à Igualdade Racial 2022”, será transmitido no dia 28 de maio, no Multishow e canal do ID_BR no YouTube. A iniciativa que entra em sua quinta edição e visa mapearreconhecer e premiar pessoas, empresas, iniciativas e organizações que atuam em prol da igualdade racial no Brasil.  

No total, são 10 categorias divididas em três pilares: Cultura (arte em movimento, destaque publicitário, raça em pauta, influência e representatividade digital), Educação (educação e oportunidades, inspiração e intelectualidade), e Empregabilidade (comprometimento racial, liderança negra ou indígena, trajetória empreendedora), contanto com indicações populares.  

Durante os meses de novembro e dezembro, o público foi o responsável por indicar os nomes concorrentes. Em seguida, o ID_BR realizou uma curadoria interna para definição dos finalistas. Agora, os quatro nomes de cada categoria serão encaminhados ao júri especializado, formado por pessoas de conhecimento notório em cada pilar, para a escolha dos vencedores

Os campeões levam para casa o troféu “Mad World”, do artista plástico Vik Muniz, além de serem contemplados com R$ 3 mil reais para fortalecer seus projetos, apoiar uma instituição ou, até mesmo, realizar algum objetivo pessoal.  

“É essencial e urgente dar visibilidade às ações com foco nas populações negras e indígenas, por isso, o Prêmio Sim à Igualdade Racial se torna tão necessário e especial. É preciso mostrar na prática o que já está sendo feito e o quanto ainda precisamos evoluir para construir uma sociedade mais igualitária e justa”, comenta Tom Mendes, diretor financeiro e administrativo do ID_BR.  

CONHEÇA OS FINALISTAS AO PRÊMIO “SIM À IGUALDADE RACIAL 2022” 

Pilar Cultura 

Arte em Movimento 

Cantores, produtores culturais/musicais e artistas negros e indígenas que geram impacto social com o seu trabalho e relevância para o seu grupo racial.  

  • Enme: natural do Maranhão, Enme é cantora, compositora e rapper que traz em sua sonoridade, o funk, trap, hip hop e o afrobeat misturados aos ritmos e tambores nordestinos.  
  •  IZA: uma das principais vozes da atualidade, IZA é cantora, compositora, apresentadora e publicitária. Seu primeiro álbum, lançado em 2018, recebeu uma indicação ao Grammy Latino.  
  • Jeferson De: roteirista e diretor de curtas premiados, Jeferson nasceu em Taubaté e estudou cinema na USP, onde foi bolsista da FAPESP com a pesquisa: “Diretores Cinematográficos Negros”. Em 2000, publicou o manifesto “Dogma Feijoada”.  
  • Dauá Puri: multiartista é músico, contador de histórias e escritor. Dauá é um dos principais responsáveis pelo movimento de retomada da cultura e ancestralidade Puri e precursor do movimento indígena Puri na cidade do Rio de Janeiro.  

Destaque publicitário 


Agências e empresas que produzem peças e filmes que tratam da temática racial e indígena. As peças deverão ter sido lançadas em 2021. 

  • Magazine Luiza: mini-documentário “LEGADO: O Programa de Trainee Magalu exclusivo para negros”.  
  • Avon/Wunderman Thompson: campanha OLHA DE NOVO #AvonTaOn. 
  • Coca-Cola: campanha “O Natal se torna mágico quando estamos juntos”.
  •  
  • Vivo: campanha de virada de ano novo. A empresa quis repassar uma mensagem de otimismo e esperança.  
     

Raça em pauta 


Pessoas que pautam com frequência e relevância assuntos de temática racial. Podem ser jornalistas, colunistas, produtores de conteúdo, apresentadores, de qualquer cor ou raça. 

  • APIB (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil): instância de referência nacional do movimento indígena no Brasil, criada de baixo para cima e nasceu com o propósito de fortalecer a união dos povos, a articulação entre as diferentes regiões e organizações, além de mobilizar os povos e organizações contra as ameaças e agressões aos direitos indígenas.
  • PerifaConnection: plataforma de disputa de narrativa sobre as periferias que conta com colunas semanais na Folha de S. Paulo, Meia Hora, Estadão e Voz das Comunidades.
  • Afro.TV: plataforma que desconstrói o formato tradicional de notícias, lar de vozes brilhantes, engraçadas e influentes nas conversas que mais importam para o público afro-brasileiro.
  • Mano a Mano: podcast apresentado pelo rapper Mano Brown que tem o objetivo de ampliar a visão e o debate, trazendo diversidade de ideias e pensamentos com profundidade e respeito.

Influência e representatividade digital 


Influenciadores digitais negros e indígenas, sejam eles youtubers, blogueiros, instagrammers, tiktokers, facebookers ou expoentes das demais redes sociais.   

  • Bruna Bandeira: artista e pedagoga, Bruna é CEO do “Imagine e Desenhe” e desenvolveu uma rede de apoio e representatividade dando vida a ilustrações que representam a ancestralidade, subjetividade e as desigualdades sociais que afetam a população preta e o cotidiano periférico.
  • Preta Araujo: é influenciadora digital, atriz e apresentadora. Em seu canal no Youtube, Preta compartilha experiências, risadas e aprendizados.
  • Txai Suruí: da etnia paiter-suruí, Txai é ativista e criou o movimento da Juventude Indígena de Rondônia no início de 2021. A jovem é a primeira de seu povo a cursar direito. 
  • Samela Awiá: ativista que luta pela preservação do meio ambiente, Samela é estudante de biologia e faz parte do Fridays For Future Brasil – movimento fundado pela sueca Greta Thunberg. 

 Pilar Educação

Educação e Oportunidades 


Iniciativas que buscam promover a Igualdade Racial por meio da educação, criando formas de acesso, narrativas e métodos de aprendizado. 

  • Associação UniFavela – Semeando o Ensino Popular: organização que desenvolve um trabalho político-pedagógico antirracista, por meio da dinâmica de pré-vestibular.
  • Escola Rua: primeira escola de criatividade focada em promover diversidade, inclusão e equidade no mercado publicitário.
  • Wakanda Educação: a organização tem o foco de ajudar pessoas a reagir às transições do mercado para gerarem ou manterem suas rendas e oferece experiências no formato de imersões práticas, onde o participante exercita conteúdos com o objetivo de criar estratégias para fortalecer pontos frágeis do empreendimento. 
  • Instituto Canarinhos de Sergipe: ONG com finalidades culturais, de assistência social, promoção da cidadania e dos direitos humanos que atende crianças, jovens e adolescentes do Estado de Sergipe. 

Inspiração 


Pessoas negras e indígenas que, por meio do seu trabalho, inspiram outros negros e indígenas a criarem narrativas. Esta categoria também tem o objetivo de homenagear grandes nomes que se tornaram referência de representatividade no Brasil, independentemente da área de atuação. 

  • Mano Brown: rapper e compositor brasileiro. Pedro Paulo Soares Pereira, é um dos integrantes dos Racionais MC’s, grupo de rap paulista.
  • Joênia Wapichana: advogada e a primeira mulher indígena a exercer a profissão no Brasil. Joênia é deputada federal desde 2019.
  • Arassari Pataxó: representante da etnia Pataxó no sul da Bahia, Arassari se define como um guerreiro que luta pelo respeito dos direitos dos povos indígenas no Brasil. 
  • Vanda Ortega: líder indígena do povo Witoto, Vanda se tornou um símbolo da luta contra a Covid-19, salvando vidas em sua comunidade. Ela foi a primeira profissional de saúde e mulher indígena do Amazonas a ser imunizada contra a doença.

Intelectualidade  


Grandes pensadores, escritores, doutores e estudiosos negros e indígenas sobre a temática racial. 

  • Ailton Krenak: líder indígena, ambientalista, filósofo, poeta e escritor brasileiro da etnia indígena crenaque. É considerado uma das maiores lideranças do movimento indígena brasileiro, possuindo reconhecimento internacional.
  • Luciana Brito: Doutora em História, especialista nos estudos sobre escravidão, abolição e relações raciais no Brasil e EUA. É professora na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), escritora e colunista no Nexo Jornal. 
  • Sidnei Barreto Nogueira: é coordenador e professor do Instituto Ilê Ará SP – Instituto Livre de Estudos Avançados em Religiões Afro-brasileiras. É autor dos livros “Intolerância Religiosa” e “Coisas do Povo Santo”. 
  • Kiusam de Oliveira: atua como professora há mais de 25 anos, tendo dedicado grande parte deste período à Educação Especial e à formação de profissionais de Educação no município de Diadema/SP, implantando a lei 10.639/03 (que versa sobre o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana). Desenvolveu também atividades formativas para educadores e profissionais de todas as áreas juntamente às instituições públicas e privadas, com temáticas relacionadas à diversidade de gêneros, questões étnico-raciais e afins. 

 Pilar Empregabilidade  

Comprometimento Racial 

Empresas que possuem práticas em prol da equidade racial, desde programas internos e grupos de trabalho até posicionamentos perante o público externo. 

  • Pepsico: empresa com mais de 12 mil funcionários no Brasil, colocando o respeito e o incentivo à diversidade e inclusão no centro dos seus esforços.
  • Mondelez International: a companhia possui compromissos com diversidade, equidade, inclusão corporativa e sustentabilidade, dentre elas, é integrante do MOVER – Movimento pela Equidade Racial. 
  • Unilever Brasil: multinacional britânica de bens de consumo com sede em Londres, no Reino Unido. Em 2021, a companhia anunciou a criação do fundo “Afrolever” para acelerar a inclusão racial.
  • Ambev: empresa brasileira dedicada à produção de bebidas. Em 2020, a organização assumiu 13 compromissos para ajudar a promover a igualdade racial em seu ecossistema. A companhia anunciou que mais do que dobrou a sua meta anual para promoção e contratação de lideranças negras em 2021.

     

Liderança 

Pessoas negras e indígenas que possuem status de liderança em suas áreas de atuação e são referência para o mundo corporativo.

  • Mônica Marcondes: é economista, advogada formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e mestre em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica da USP.  Atualmente atua como Especialista Executiva de Investimento no Santander e membro do board do Instituto Adus.  
  • Leila Luz: é Relações Públicas no setor químico, cuja trajetória tem aproximadamente 8 anos, atualmente, é gerente sênior de Diversidade e Inclusão da Coca-Cola Company, passando anteriormente pelo banco Santander como consultora sênior e Líder Global de Diversidade e Inclusão na BRF, uma das maiores empresas de alimentos do mundo.  
  • Nadja Cristina da Silva Brandão: atua há 15 anos na área Jurídica de empresas multinacionais e Nacionais dos segmentos de serviços e indústria. É especialista em Risk Management, atuou e conduziu a área de Compliance, além de possuir vivência como palestrante sobre os temas Gestão Estratégica, Gestão Disruptiva, Inclusão e Diversidade.  
  • Débora Mattos: General Manager da Coca-Cola Chile, Bolívia e Paraguai, a executiva ingressou há quase oito anos na empresa. Em 2020, Débora foi convidada a chefiar o gabinete da Presidência da Coca-Cola América Latina por 1 ano, e assumiu, em janeiro de 2022, como GM da Coca-Cola no Chile, Bolívia e Paraguai. Débora é líder do grupo de equidade de raças na América Latina.

Trajetória Empreendedora 


Empreendedores negros e indígenas que possuem negócios inspiradores e de sucesso e que geram impacto no seu grupo racial. 

  • Thais Ramos/De Benguela: a De Benguela é a primeira loja do Brasil especializada em diferentes texturas de cabelo crespo natural para alongamentos e apliques. Uma loja que traz produtos de qualidade e de difícil acesso no Brasil, contribuindo para o embelezamento e autoestima da mulher de cabelo crespo e cacheado. 
  • Mônica Tavares, Daiane Menezes, Diana Rosa e Milena Moraes/Malembe Food & Drinks: quando chegou em Salvador, a empresária Milena Moraes teve dificuldade, como mulher negra, de encontrar um boteco para frequentar e só se divertir. A falta de um local assim foi um dos incentivadores para a criação do Malembe junto com suas amigas.  
  • Edu Lyra | Gerando Falcões: passou a infância num barraco em uma favela em Guarulhos-SP. Teve o pai preso no sistema carcerário. Cresceu visitando seu pai no presídio, mas com o apoio de sua mãe ele pode transformar a sua vida. Ele foi para a universidade e mesmo não se formando, escreveu um livro chamado Jovens Falcões que era vendido de porta em porta na periferia e na favela – com um time de 50 jovens.  
  • Watatakalu Yawalapiti/MMTIX: a ATIX-Mulher é um setor de atenção à causa da mulher xinguana e tem como sua base de apoio o Movimento de Mulheres do Xingu (TIX). A ATIX-Mulher é parte da estrutura orgânica da ATIX-Associação Terra Indígena Xingu. Representamos os 16 povos indígenas do Território Indígena do Xingu-TIX. 

Sobre o ID_BR 


O Instituto Identidades do Brasil (ID_BR) é uma organização sem fins lucrativos, pioneira no Brasil e 100% comprometida com a aceleração da promoção da igualdade racial. A partir da Campanha Sim à Igualdade Racial desenvolvem ações em diferentes formatos para conscientizar e engajar organizações e a sociedade. Buscam reduzir a desigualdade racial no mercado de trabalho, como indica o objeto 10 da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).  

Site: www.simaiguadaderacial.com.br