Ficção, histórias em quadrinhos, jogos, filmes e séries, literatura, teatro, shows ou cinema são alguns dos assuntos preferidos de muitas pessoas para o lazer. Mas sabia que eles também contribuem para a construção da carreira profissional? Fazer essas entre outras atividades culturais sobre diferentes temas, torna o repertório profissional elástico, isto é, mais amplo, que vai mais amplo vai contribuir na carreira deles.

Consumir com uma variedade de opções culturais pode ajudar os profissionais a se humanizarem e perceberem novos caminhos de atuação no mercado de trabalho. Os jogos, por exemplo, também podem contribuir para a construção de relacionamentos, parcerias, respeito e apoio em trabalhos em equipe.

Confira como alguns profissionais de destaque em diferentes áreas fazem uso do repertório elástico no dia a dia:


1. “Cada vez mais eu entendo a importância dos momentos de descanso como uma importante ferramenta para a minha produtividade e criatividade. Dessa forma, todos os dias, separo 15 minutos do meu dia para fazer uma das atividades propostas pelo livro Roube como um artista: O Diário, de Austin Kleon. Ter um slot de tempo direcionado ao relaxamento, me proporciona diversos insights criativos para o meu trabalho.” Fernanda Ribeiro, CCO co-fundadora da Conta Black, empreendedora e Presidenta da Afrobusiness
 

2. “King Richard: Criando Campeãs. Sou apaixonada pela Serena Williams e o filme E ensina muito sobre perseverança e a reflexão dos limites que estamos dispostos a causar. Tem umas coisas controversas na narrativa e tem até umas técnicas de negociação de vendas, de saber a hora de parar e seguir de respeitar os limites e pensar em uma estratégia própria. É um filme que tem muitas lições. Eu já assisti 3 vezes. “. Lisiane Lemos, Especialista em Transformação Digital e co-fundadora do Conselheira 101


3. “A série Suits traz muitos aprendizados do que você não deve levar para o seu ambiente corporativo. Ela conta o dia a dia de uma equipe composta por profissionais de alta performance, em um escritório de advocacia. Fala muito sobre acertos e erros que permeiam muitas organizações. Não há dúvida de que é uma ótima série para acompanhar, divertida, ágil, com trama envolvente e tom sarcástico, que deixam a história ainda mais interessante! Porém, apresenta comportamentos tóxicos dos personagens nada saudáveis para um ambiente empresarial. Entre eles, o fato de a maioria das personagens ser workaholic declarada, defendendo um mindset retrógrado de que longas jornadas de trabalho por dia são sinônimo de sucesso, além de cenas de assédio moral. Apesar desses comportamentos inadequados, que devem ficar apenas na ficção, há alguns motivos que fazem de Suits uma série boa para todo mundo que é apaixonado pelo mundo corporativo, entre eles a paixão do personagem principal pelo que faz, postura de confiança em tudo o que faz e a capacidade de enxergar o potencial daqueles com quem trabalha.” Kwami Alfama, CEO da multinacional Tereos Amido & Adoçantes Brasil, subsidiária brasileira da Tereos, líder global nos mercados de açúcar, álcool, etanol e amidos.

4. “Filmes como: Estrada para GlóriaTempo de GlóriaDuelo de TitãsRaça e RedençãoO Grande debate; e Jobs. São histórias que me ajudaram muito na percepção de mundo, por trazerem em seus enredos com exceção de “Jobs”, questões de étnica racial. Histórias como essa contribuíram para o meu preparo diante do mercado empresarial”. Rodrigo Faustino, fundador e vice-presidente da Ebony English.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *